quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Ursinho Knut


Knut (5 de dezembro de 2006) é o primeiro urso polar a nascer no zoológico de Berlim em mais de 30 anos. Knut nasceu com 810 g e foi rejeitado por sua mãe, Tosca, de 21 anos, logo após seu nascimento. Quatro dias depois, seu irmão gêmeo morreu. Dai para frente ele passou a ser tratado pelos funcionários do zoológico, especialmente por Thomas Dorflein, que o amamentava ate 12 vezes por dia.

Ganhou notoriedade internacional depois que "ativistas ecológicos" pediram que ele fosse sacrificado ao invés de ser criado por humanos os quais, segundo eles, estariam "mimando" o urso.

Sua primeira saida em público foi no dia 23 de março de 2007, e mais de 500 fotógrafos e equipes de televisão internacionais estavam a sua espera. Knut foi, ainda, fotografado pela renomada Annie Leibovitz, que é uma das preferidas entre os famosos. Foi capa da revista Vanity Fair alemã e americana de abril de 2007.

No dia 19 de abril de 2007, o zoologico de Berlim recebeu uma mensagem escrita a mão por fax, dizendo que o Urso seria assassinado no mesmo dia, mas nada aconteceu.

Atualmente, o Knut foi considerado psicopata pro um zoológo alemão. Ele disse que o Knut é deprimido e balança a cabeça o tempo todo de um modo estranho, diferente dos ursos polares saudáveis. Além disso, ele age impulsivamente e não demonstra arrependimento quando faz algo errado, características de psicopatia. O problema seria sua criação feita por humanos, sem contato com outros animais. Por isso, o Knut não vai poder procriar, porque ele não teve uma mãe ursa pra ensinar ele o que fazer quando se encontra uma ursa.

Um comentário:

hitany-fx disse...

ohh que ursinho tão fofo